• Acessibilidade_to_de_olho

Cadeiras especiais levam acessibilidade à Ilha do Mel

Equipamentos possibilitam que pessoas com dificuldades de locomoção tomem banho de mar e percorram trilhas.

A Ilha do Mel conta com quatro cadeiras anfíbias que permitem acessibilidade às trilhas, além do banho de mar. Os equipamentos que vão atender pessoas com dificuldades de locomoção foram entregues nesta quinta-feira (07) pelo secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes.


Adquiridas pelo Instituto Água e Terra (IAT), as cadeiras vão possibilitar que este público percorra trilhas que não são acessíveis a cadeiras de rodas. Das quatro cadeiras entregues, duas ficarão disponíveis para uso na praia de Encantadas e duas em Brasília.


Nunes destacou que o Estado leva acessibilidade à Ilha do Mel para quem precisa. “As pessoas que têm qualquer tipo de deficiência podem agora vir à Ilha do Mel e vão ter condições de andar nas trilhas e aproveitar a praia, de estar tanto na areia quanto no mar”.


O prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque, aprova a ação. “A acessibilidade na Ilha do Mel é muito importante para que todos possam se divertir, usufruir da areia e do mar”, afirmou.


RESERVA – O diretor de Patrimônio Natural do IAT, Rafael Andreguetto, explica que é preciso reservar as cadeiras antes de fazer a viagem. “O interessado deve ligar para o escritório do IAT da Ilha do Mel e preencher um cadastro. Havendo disponibilidade, ele ficará com a cadeira por todo o período em que estiver hospedado. A cadeira é entregue já no trapiche de embarque”, afirmou.


Durante a temporada de verão, estudantes de turismo contratados pelo IAT e funcionários do órgão estadual são responsáveis pela assistência aos usuários no cadastro e na utilização das cadeiras.


Os interessados em fazer a reserva devem ligar para (41) 3426-8005.

Box Cuidados são redobrados no embarque à Ilha do Mel


O secretário Márcio Nunes vistoriou, nos trapiches de embarque em Paranaguá e Pontal do Paraná, o cumprimento das medidas de saúde determinadas na Resolução Conjunta 01/2020 da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do IAT.


Antes de embarcar, todos os usuários (moradores e turistas) devem estar registrados no Cadastro Situr (Sistema de Inteligência Turística de Paranaguá) e portar pulseira de identificação. As pulseiras são vendidas em guichês específicos pelas prefeituras de Pontal do Paraná e de Paranaguá, nos terminais de embarque, com custo instituído pelos municípios.


É obrigatório que os condutores das embarcações, antes de darem a partida, leiam o Protocolo de Conduta do Usuário, produzido pelo IAT, com informações relativas às medidas de proteção ao coronavírus, ao turismo e à segurança de navegação.

O horário de embarque e desembarque de passageiros é das 08h às 18h na baixa temporada e das 07h às 20h durante o verão. É proibido fazer operações de transporte comercial no período noturno.


As embarcações que descumprirem as regras serão notificadas pelos fiscais. As clandestinas, ou seja, sem cadastro, são apreendidas.


A fiscalização é feita pelas prefeituras de Pontal do Paraná e de Paranaguá e as medidas previstas são cumpridas pelas guardas municipais, Patrulha Costeira do 9º Batalhão de Polícia Militar e Batalhão de Polícia Ambiental - Força Verde – BPAmb.


Fonte:http://www.aen.pr.gov.br/

Acompanhe Acessibilidade Tô de Olho em todas as redes sociais:


Instagram:

@ketly.vieira @acessibilidade_to_de_olho

Facebook:

Acessibilidade Tô de Olho

Youtube:

Acessibilidade Tô de Olho


24 visualizações0 comentário
FIOROTI%2520TAJIRI%2520LOGOTIPO%2520A%25
Sou a Ketly Vieira!

Influenciadora digital cadeirante viajante.

Recentemente decidi compartilhar com vocês minhas aventuras e assim nasce esse Blog.

Acessibilidade tô de Olho

 

ENTRE EM CONTATO

© 2019  Produzido e criado por agenciamilano.com